Lgº. Sr.ª da Penha, 6160-115 ESTREITO
(+351) 272 654 670
(+351) 272 654 670

Serra do Moradal

Trilho Internacional
dos Apalaches, Português

Aceite a nossa sugestão e siga esta viagem pela natureza da nossa região, de elevado património natural e arqueológico. Descubra as rotas e trilhos da freguesia de Estreito – Vilar Barroco inseridos em pleno Geopark Naturtejo.

A partir da serra do Moradal, no concelho de Oleiros, pode caminhar pelo  mais famoso percurso pedestre do mundo, o International Appalachian Trail (IAT), que atravessa a cordilheira das montanhas Apalaches, no continente americano.  A organização internacional do IAT entendeu integrar o Trilho Internacional dos Apalaches em Portugal sob inteira influência do Maciço Ibérico.

Por todos os motivos, percorrer o mais famoso trilho do mundo, é considerado uma obrigação para todos os pedestrianistas que “devem fazê-lo pelo menos uma vez na vida”.

Fonte: Município de Oleiros

GR38- Grande Rota
Muradal Pangeia

correspondente ao Trilho Internacional dos Apalaches português 

Este projecto de expansão intitula-se Pangea, em alusão ao supercontinente que existiu durante as eras paleozóica e mesozóica, quando as placas continentais colidiram e se formaram as montanhas Apalaches, as montanhas Caledonian da Europa Ocidental, o Maciço Ibérico e a Cordilheira do Atlas de Marrocos.

Toda a rota está devidamente sinalizada e contempla mesas de interpretação da paisagem e painéis informativos, localizados em vários pontos do trilho.

Dado à dupla modalidade que este percurso pedestre assume entre a Junta de Freguesia de Estreito-Vilar Barroco e a Casa da Moura,  pode optar por fazê-lo  pela via de BTT. A GR 38 tem a particularidade de incluir uma Via Ferrata, uma escola de escalada com 15 vias equipadas com diferentes graus de dificuldade.

Ao longo da «Rota dos Apalaches» entre zonas de grande elevação rochosa e vales, pode caminhar por verdes bosques, atravessar os vários cursos de água por via dos passadiços de madeira, subir ao topo das montanhas e contemplar, dos miradouros, as belas paisagens desta região. Esta é uma Grande Rota de interesse geológico, pela formação rochosa (quartzíticas e xisto) da serra e por toda a vegetação que a compõem, além de muitos outros detalhes que todo o percurso lhe oferece.

Note que a extensão do percurso pode representar uma grande exigência física. No entanto, pode fazer o percurso em 2 ou 4 etapas.

No Vilar Barroco encontra um paraíso escondido na mata

CARACTERÍSTICAS GR 38

Dificuldade: MÉDIA/DIFÍCIL

Tipo de Percurso: Linear

Altitude Mínima: 794m

Altitude Máxima: 872m

Desnível Positivo: 87,9m

Desnível Negativo: 13,7m

Distância: 38 km

Tempo médio total: 8h

Principais pontos de interesse:

  • Penha Alta
  • Geossítio do Portelo
  • Casa da Moura
  • Picoto
  • Via Ferrata
  • Miradouro do Zebro
  • Poço de Fervença e Poço Mosqueiro
  • Cascata da Fraga d´Água Alta
  • Miradouro do Cabeço Mosqueiro

Trilho dos Apalaches

Escola de Escalada, Via Ferrata, TT, BTT, Trekking..

Percurso pedestre – OLR PR4

Trilhos do Estreito

O percurso PR4, devidamente sinalizado, contempla a passagem por locais bastante agradáveis ao longo da Ribeira de Pêro Beques, assim como a passagem pelas localidades de Estreito, Retaxo, Ameixoeira e Roqueiro.

Ao longo do roteiro, é evidente a existência de pinheiro, urze e medronheiro, assim como de áreas tradicionais agrícolas.

Olivais, pomares e lagares marcam este trilho pedestre, assim como as inúmeras passagens por cima da Ribeira, através de pontões os quais dão acesso a muitas hortas locais.

De realçar será a passagem por locais emblemáticos da freguesia tais como a Capela da Senhora da Penha, a fonte de S.João, capela de S.Sebastião, a Torre, o Cruzeiro da Ordem de Malta, a Igreja Matriz ou o casario centenário de xisto existente no lugar de Espinheiros.

PR4 OLR
Características

Dificuldade: MÉDIA

Tipo de Percurso: Circular

Distância: 10 km

Tempo médio total: 3h 30 min

Desnível acumulado: 906 m subida

Altitude máxima: 685 m

Altitude mínima: 605 m
Grau de Dificuldade:

  • Adversidade do meio = 1;
  • Orientação = 2;
  • Tipo de piso = 3;
  • Esforço físico = 3;

Ponto de partida e de chegada: Junta de Freguesia do Estreito.

A sinalização do percurso, de carácter definitivo, permite que qualquer pessoa o realize em qualquer altura do ano.

Trilho Pedestre PR4 OLR

Principais pontos de interesse:

Época aconselhada: Todo o ano. Atenção ao calor no Verão e ao piso escorregadio no Inverno.

Este foi o primeiro itinerário pedetre sinalizado daquela freguesia,  veio a integrar o OLR PP1 – Percurso Pedestre do Estreito (tipologia urbana de 3 km). seguiu-se uma segunda grande rota, contemplando desta vez o interesse geológico da Serra do Moradal  – GR38, classificada pelo ITA.

Visite-nos! Consulte a nossa AGENDA.

Venha caminhar pelo mais antigo e maior trilho pedestre do mundo!

GR 38
Grande Rota Muradal – Pangeia
SERRA DO MORADAL

É constituída por rochas quartzíticas e xistentas
datadas do Ordovícico-Silúrico Inferior,

(479-430 milhões de anos)
GPS:29TPE 0604729 4424232
MIRADOURO DO ZEBRO (888M )
Situado a 888m de atitude em plena serra do Muradal
é um espaço de magníficas e deslumbrantes panorâmicas,
onde impera uma densa vegetação.
GPS:29TPE 0604729 4424232
PICOTO DO MORADAL (837 M)
Geosítio situados numa muralha de cristas
quartzíticas e xisto,
cumes de silhueta agreste e declive acentuado.

“GPS: 29TPE 0602120 4431587
VIA FERRATA (828 m)
Pedreira da Penha Alta
No topo da serra, a 888m de altura, situam-se as 15 vias de escalada da escarpa do Zebro,
equipadas e com diferentes graus de dificuldade.
GPS: 29SPE 0605153 4423204