Lgº. Sr.ª da Penha, 6160-115 ESTREITO
(+351) 272 654 670
(+351) 272 654 670

Serra do Moradal

Via Ferrata

Outro ponto de grande importância no Trilho Português dos Apalaches – GR38 Grande Rota Muradal Pangeia, em Portugal, no concelho de Oleiros é a Via Ferrata.

O nome resulta da prática alpinista em Itália, o chamado  caminho de ferro, trata-se de um itinerário preparado, normalmente nas paredes rochosas das montanhas, com escadas, pontes, cavilhas, agrafos para facilitar a progressão e proporcionar alguma segurança a quem os percorre e permite desfrutar de zonas de escalada, com segurança e menor dificuldade.

 

 

 

Desporto  de montanha

Turismo de Aventura 

Esta actividade de montanha é recomendada apenas a pessoas que não tenham vertigens e estejam familiarizadas com a prática da actividade. Não esquecer o equipamento de segurança: sistema de “longes” com dissipador, capacete e luvas.

Também é possível alcançar a penha alta por trilhos estreitos, por entre rochedos e vegetação.

Características da via

Altitude Mínima: 794m

Altitude Máxima: 872m

Desnível Positivo: 87,9m

Desnível Negativo: 13,7m

Distância: 211m

Percorrer as escarpas do Zebro
revela-se uma sensação única de
mergulhar num tempo e num espaço que já foi oceano
e hoje é floresta.

Valor Científico

No que respeita à Serra de Moradal, a sua história geológica, apesar de limitada no tempo, documenta episódios fundamentais da evolução geodinâmica da região, como episódios de deformação das rochas e paleoambientes em que se depositaram ainda como sedimentos, nos quais viveram organismos marinhos que agora aí ocorrem como fósseis, com significativo valor científico, pedagógico e geoturístico.

AÇAFA On Line, nº 2 (2009)

Imponente montanha quartzítica

Os pontos mais elevados da serra do Moradal atingem 912m

 Potencial Atrativo

A GR 38 é um projeto pioneiro em Portugal com visa a internacionalização  e valorização do património natural e arqueológico do concelho e da freguesia, através da sua integração no maior trilho contínuo de pegadas do mundo – O Trilho Português dos Apalaches.

GR 38
Grande Rota Muradal – Pangeia
SERRA DO MORADAL

É constituída por rochas quartzíticas e xistentas
datadas do Ordovícico-Silúrico Inferior,

(479-430 milhões de anos)
GPS:29TPE 0604729 4424232
Picoto do Moradal (837 m)
Geosítio situados numa muralha de cristas quartzíticas e xisto,
cumes de silhueta agreste e declive acentuado.
GPS: 29TPE 0602120 4431587
Trilho Internacional dos Apalaches
Assista ao vídeo da Inauguração do Trilho Internacional dos Apalaches português
e conheça os 38 km do percurso
“Grande Rota Muradal-Pangeia”, integrada no Trilho Internacional dos Apalaches,
o mais longo percurso pedestre do mundo.
Escola de Escalada (888M)
MIRADOURO DO ZEBRO
Situado a 888m de atitude em plena serra do Muradal
é um espaço de magníficas e deslumbrantes panorâmicas.
GPS:29TPE 0604729 4424232